Aprofundamento de Conteúdo

Blog William Sanches

O QUE É E QUAIS SÃO OS SINTOMAS DA SÍNDROME DO IMPOSTOR?

A Síndrome do Impostor é uma sensação constante de que a qualquer momento será descoberto como uma fraude. É como se a pessoa se sentisse uma farsa diante dos outros e por mais que as pessoas a elogiem ou reconheçam seu talento, elas nunca acham que são boas.

A síndrome do impostor faz com que suas “vítimas” sofram emocionalmente, se desgastem a ponto de não conseguir perceber o valor das suas habilidades. Essas pessoas geralmente não conseguem ver suas competências e elas acabam se colocando num papel de detetive de si, sempre investigando negatividade ou uma falha para que os outros não vejam isso. Isso gera um temor intermitente de serem consideradas “uma fraude”, uma mentira diante dos outros.

Se você se sente incomodado toda vez que recebe um elogio, deixa tudo para depois, tem dificuldade de dizer não para os outros, quer agradar todo mundo ou sempre acha que, as coisas boas e as oportunidades, são apenas sorte que surgem em sua vida, preste bem atenção, você pode estar sofrendo da chamada Síndrome do Impostor.

Como a pessoa com a Síndrome do Impostor acha que vai ser descoberta como uma mentira, está sempre em constante pressão interna, se desgasta e nunca encontra satisfação. Como ela se acha “uma mentira” e que pode ser descoberta, acaba sempre dando muito de si, seja no relacionamento, no trabalho, nas amizades…

É comum frases como:

“Por que estou nesse lugar?” “Será que tenho competência para esse cargo?” “Será que mereço esse relacionamento?” “Eu não deveria estar aqui!” “Eu não merecia esse prêmio! Existem pessoas melhores que mereciam”

A síndrome do impostor tem muitos sintomas e sinais, mas eu destaquei alguns que considero ser bem presentes na vida das pessoas:

Fazer comparações: Isso atrapalha qualquer pessoa, mas no caso do impostor, a comparação traz base para suas teorias de que o outro é sempre melhor. As comparações são constantes em pessoas com essa síndrome. Elas não conseguem se satisfazer consigo mesmas, por isso, comparam os seus talentos, conquistas e carreira com as dos outros. Olha sua vida e a dos outros o tempo todo e em todos os campos.

✓ Procrastinação: Deixa sempre coisas para depois. Esse é um dos sintomas mais presentes. Adiar compromissos e tarefas, deixando para concluí-los no último minuto. Pode parecer normal para muitos, mas no caso do impostor tem uma intenção: deixando para fazer em cima da hora afasta o momento de ser criticado ou avaliado. Por outro lado, reduz a qualidade do trabalho também. Algo bem comum também é o abandono de tarefas. Devido ao medo de não conseguirem chegar a um bom resultado, deixam de fazer a tarefa.

✓ Trabalhar excessivamente: Pode parecer um ciclo sem fim, mas no caso do impostor, ele faz muito por não sentir que bom o suficiente. Para tentar alcançar o ideal em suas mentes e combater possíveis suspeitas de terceiros acerca de seu merecimento, essas pessoas passam muito tempo trabalhando. Dessa forma acabam sendo mais suscetíveis ao esgotamento psicológico.

✓ Vontade de agradar a todos: se recebem uma crítica vão trabalhar incansavelmente até agradar aquela pessoa. O medo de ser desmascarado pode levar as pessoas com essa síndrome a tentar agradar a todos ao seu redor. Podem até mesmo se submeter a situações degradantes para conseguirem a aprovação dos outros.



7 dicas que irão te ajudar muito no dia a dia!

1 – Não alimente o impostor. Com o tempo ele vai morrer de inanição. Você não alimenta quando não dá afirmações negativas a ele. Procure usar sempre afirmações positivas que irão de colocar para cima.

2 – Escolha palavras que te ajudem internamente. Jamais diga “sou uma mentira”. Troque por “se estou aqui é porque mereci esse cargo”, por exemplo.

3 – Faça uma reavaliação de valores. Veja se seus valores internos combinam com o ambiente externo. Talvez você esteja em um lugar que não te ajude a se fortalecer.

4 – Reconheça suas vitórias e conquistas, sendo as mais simples até as mais esperadas. Isso vai te ajudar a criar uma pessoa interna mais forte e enfraquecer cada vez mais o impostor.

5 – Ame-se e reconheça aquilo que você faz por você. Verifique se você não tem feito demais pelos outros. Jamais se abandone pelo caminho.

6 – Procure ajuda se sentir vontade. Pode ser um terapeuta, um mentor, psicólogo. Importante é nãos guardar tudo isso internamente como se não existisse. Negligenciar não ajuda a resolver.

7 – Treine a dizer “Chega!”, “não quero”, “Em mim basta!” ou simplesmente “não”. Te garanto que as pessoas ao seu lado ficarão felizes e também mais seguras em saber que podem sempre contar com sua verdade!